Generosidade

Generosidade, o segundo valor.

A minha missão é Contar a minha história. Inspirar os outros. Empreender vidas. Estes são os valores que me regem e me definem. São sete. A Gratidão A Tolerância. A Liberdade. A Confiança. A Esperança. A Transcendência.

Nada é meu. Nada. Mesmo o que conquistei não me pertence. Nada é meu senão eu mesma. E eu dou-me por inteiro. Com Generosidade.

Generosidade

 

O carro, a casa, as coisas (porque jóias não as tenho!) são absolutamente efémeros para mim. Mas não os desprezo. Nunca. Pelo contrário. Vivo-os na plenitude do que me podem dar. Conforto, prazer, comodidade, segurança, alegria, descanso, vaidade. É isso, as coisas dão-me sensações agradáveis.

No sentido material das coisas, pois que as coisas são como são. Nada me pertence e vivo com um desapego generalizado pelas coisas. Talvez porque nunca tivesse demasiado, mas sempre (nem sempre) o suficiente. E tudo dividi. Acaso se viria a multiplicar.

Tempos houve que não tinha nada.

E outros também que tive tudo. E assim, o vestido que me torneou ontem, é hoje de outra. O carro que me leva onde quero, leva quem lá couber, à hora que for, desde que de mim necessite. As sobras abundantes do jantar raramente viram empadão ou salada de verão, servem com certeza alguém que nem tecto terá. A casa só é mais cómoda quando está cheia risos e vozes animadas a partilhar copos complexos e pratos simples cheios de amizade. E depois pouco mais. Que é tudo. E basta.

Não me sinto mais, nem melhor pelas coisas que tenho. Sinto-me mais e melhor quando as partilho. E é na partilha que me vejo generosa. Também não faço alarido disso (embora aqui o esteja a dizer). Sou feliz na entrega. Mesmo que pouco tenha para dar. Chegará sempre para mim e para o outro. E, no entanto, não sou de prendas fáceis, nem favores a todo o custo. Esqueço-me das datas de aniversário e nunca levo uma sobremesa caseira para os jantares em casa de amigos.

Sou generosa no sentido da realização. Quanto mais partilho (uma refeição, uma roupa, uma esmola, um sorriso, um gesto, um abraço) mais feliz me sinto. E esta é a minha generosidade.

mh