Brasil, Mudar de Vida, Viagens

Sonhar aos 40’s

thumb_img_9229_1024

Quarenta anos … fazer quarenta anos foi inebriante!

Não havia preparado nenhuma festa, no entanto, sentia um vazio em oposição a uma sensação de must-do.

Decidida reuni amigos de todos os tempos, que pelo Porto estavam em Agosto e organizei um jantar na praia, a olhar o Atlântico, prometendo a mim mesma a realização do MEU sonho!

Sem mais desculpas, aquele que teria sido o sonho mais fácil de realizar, mas que guardei uma meia vida inteira! Ir ao Brasil!

A primeira vez que me lembro de sonhar foi com as plumas, as cores, os brilhos que desfilavam em corpos nus (hoje não tão nus), que dançavam freneticamente ao ritmo da bateria que entoava pela avenida, num clamor de êxtase e fantasia … era o Carnaval, era o Rio, era o Brasil!

Tinha dez anos. Passaram trinta.

Antes, eu sonhava também. Sonhava com a música que girava, trazida no prato, riscada, pura, do disco de vinil, que, em jeito de melodia, me fazia sonhar.

O amor soube-o ali … assim, sofrido, vivido, gritado, sereno, avassalador. As vozes doces, cantavam, na fala quente e charmosa, transportavam-me mar fora até ao outro lado, ao lado de lá!

E, no ecrã, todos os dias entrava na minha sala a Gabriela de Ilhéus, que fazia sonhar os marmanjos com as longas pernas e peitos apetitosos, ou a Copacabana frenética de Dancin’ Days ou, mais tarde, perdida entre santos e salvadores da pátria, Roque Santeiro!

Num país cinzento, de brandos e fechados costumes, a minha vida era verde, amarela, azul e branco também!

Entrava assim o Brasil em mim, para nunca mais sair!

Ano após ano, eu prometia, jurava que ia. Mas não ia. E voltava a prometer, a jurar. Nunca deixei de querer e falava alegremente sobre ir e porque ir. Era o construir de um sonho, uma preparação, um encontro.

Mas, ao longo do tempo, as minhas prioridades nunca colocaram os meus  sonhos acima das minhas obrigações.

Adiava com a certeza da concretização, sem nunca duvidar!

Todas as energias e quereres se reuniram numa simbiose de coincidências e acasos e chegou a hora! A minha!

Ir ao Brasil é assim algo tão grandioso que origine uma mudança de vida? SIM!

Sim! Segui um caminho com muitos tropeços, por ventura eventuais, com desvios descarrilados, mas que me permitiram colher os frutos de uma vida vivida com objectivos que se definiram pelas escolhas que fiz tornando o meu propósito gradual, crescente e ascendente.

Hoje, vou sabendo o que não quero. Tudo o resto é consequência de um caminho que evoluiu naturalmente!

mh

Gostou? Conte-me tudo e partilhe com os amigos!

8 thoughts on “Sonhar aos 40’s”

Gostou? Que bom! Deixe um comentário. Até breve!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s