Brasil, Mudar de Vida, Transformação

Ser Mulher

thumb_IMG_8489_1024-cópia

Gosto de mim. Gosto muito de mim. E gostava que todos, mulheres e homens, gostassem de si também.

Comecei este texto várias vezes na minha cabeça, mas optei por abrir o computador, escolher esta fotografia e digitar este texto.

Adoro esta fotografia!

Tirei-a no Brasil, na Bahia, na ilha de Boipeba, na Praia da Cueira. Estou despida! Claro, estou na praia. Mas quando falo de estar despida refiro-me também ao meu estado de espírito (embora compreenda que o pano é pouco!). Quando fiz esta viagem tinha todos os motivos do mundo, mas sempre houve um que, mais que um motivo, era uma certeza!

Eu gosto muito de mim!

Sim, gostar, de gostar mesmo!

Gosto de mim. Gosto muito de mim. E gostava que todos, mulheres e homens, gostassem de si também.

Gosto do meu cabelo comprido, ondulado e ruivo.

Gosto das minhas coxas grossas e do meu rabo arrebitado!

Gosto dos olhos pequeninos, que desaparecem do rosto quando tenho sono, e que são como lanternas quando estou feliz!

Gosto dos lábios grossos que desidratam sempre que os pinto de vermelho ou do nariz de “preta” certa de que os genes são transversais à humanidade.

Gosto de falar muito, demais, embora goste cada vez mais de silêncio e de ouvir os outros.

Gosto de gostar muito, de ser apaixonada por tudo o que faço!

Gosto da minha pele quando fica morena (mais dourada!)

Gosto de ser decisiva na minha vida (e decido-a). E de ser decisiva na vida dos outros (dos meus).

Gosto que me tirem fotografias e gosto de tirar selfies (mas isso vocês já perceberam!)

Gosto de mim. Gosto muito de mim. E gostava que todos, mulheres e homens, gostassem de si também.

Porque eu gosto do bom e do mau. Eu gosto das minhas características!

Eu tenho uma deficiência física grave e notável: todo o meu lado direito está paralisado. Eu nunca uso saltos altos e eu nunca uso as duas mãos para almoçar ou jantar, mas eu abraço com os dois braços e eu sorrio por inteira! E gosto tanto de mim assim! Assim mesmo.

Gosto de mim. Gosto muito de mim. E gostava que todos, mulheres e homens, gostassem de si também.

Gosto de ser mulher. Ser mulher é um privilégio. Ser mulher é uma honra. E, sim, ser mulher é um desafio!

mh

Gostou? Que bom! Deixe um comentário. Até breve!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s